Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


Projeto desenvolvido em escola de Irineópolis integra programação da 16ª Primavera de Museus

Publicado em 20/09/2022 às 14:47 - Atualizado em 20/09/2022 às 14:47

O projeto “História local e paleontologia na sala de aula”, desenvolvido pela professora Angrenni Assunção Orth com os alunos do sexto ano do Núcleo Escolar Presidente Adolfo Konder está integrando a programação da 16ª Primavera de Museus, evento organizado pelo Instituto Brasileiro de Museus com as instituições museológicas de todo o país. O trabalho dos estudantes de Irineópolis foi apresentado nesta segunda-feira, 19, no Museu Histórico Aniz Domingos, em União da Vitória, e ficará em exposição no local até o final do mês.
 
Atendendo ao convite do professor e doutor em história, Michel Kobelinski, os estudantes e a professora apresentaram na Primavera de Museus o resultado do trabalho que começou em sala de aula no primeiro bimestre deste ano letivo. “Um dos temas estudados foi a pré-história. Iniciamos a abordagem pela história geral, passando pela história do Brasil, depois a de Santa Catarina, até finalmente chegarmos à pré-história local, onde os alunos aprenderam sobre as paleotocas em Irineópolis”, explica Angrenni. O projeto “História local e paleontologia em sala de aula” também foi exposto na feira pedagógica da escola e teve como objetivo central conscientizar os alunos e a comunidade sobre a importância da preservação do patrimônio histórico, além da valorização da história local.
 
Para a diretora do Núcleo Escolar Adolfo Konder, Andreia Kaschuk Janiszewski, a participação dos estudantes na “Primavera de Museus”, valoriza o trabalho que iniciou nas salas de aula e também desperta o interesse nos alunos em continuarem se dedicando e buscando mais conhecimentos. “ Foi uma grande satisfação ver o trabalho de nossos alunos e da professora Angrenni indo além do município e integrando a programação de um evento tão importante para a história e a cultura. Essa participação também motiva nossos estudantes a continuarem se envolvendo, pesquisando e adquirindo novos conhecimentos”, destaca a diretora.
 
PALEOTOCAS
 
Descobertas recentemente no interior de Irineópolis, as paleotocas guardam registros de animais gigantes que viveram na era pré-histórica e foram extintos. Em 2021 pesquisadores do departamento de geografia da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) e paleontólogos do Centro Paleontologico da Universidade do Contestado (Cenpaleo – UNC) visitaram Irineópolis e conheceram os túneis que serviram de abrigo para animais como preguiças e tatus gigantes. As pesquisas das universidades sobre as peleotocas e a história do município seguem acontecendo em parceria com a Secretaria Municipal de Turismo, Esportes, Cultura e Juventude.
Você pode conferir mais informações sobre as Paleotocas e a visita das equipes assistindo ao vídeo: https://www.facebook.com/prefeituradeirineopolis/videos/900937454186781